Pares de Moedas Menores na Negociação Forex
212
Views

Pares de moedas menores em negociação forexeles estão longe de ser os mais populares. No entanto, apesar de sua baixa liquidez e altos spreads em comparação com as principais moedas, esses mercados menores oferecem lucros potenciais. 

Os pares de moedas menores consistem em uma moeda principal emparelhada com uma ou mais de suas moedas secundárias, como USD/HKD. Compreendendo a dinâmica das moedas subjacentes e combinando análise fundamental e técnica, os traders podem capitalizar oportunidades em pequenos mercados como esses. 

De economias emergentes a destinos incomuns - existem inúmeros moedas para os comerciantes explorarem e analisarem além dos principais principais, como EUR/USD ou GBP/USD. 

Mesmo que essas moedas menores não tenham tanta atenção quanto as principais, elas ainda oferecem possibilidades de comércio ativo e uma oportunidade de diversificar carteiras longe de movimentos “grandes”.

Conteúdo:

Popularidade vs. Potencial no Mercado Forex

Quando se trata de investir em divisas (forex), os comerciantes devem estar cientes de que nem todos os pares de moedas são igualmente populares ou têm o mesmo potencial. Os pares de moedas menores, embora muitas vezes ofuscados pelos principais, ainda apresentam oportunidades comerciais lucrativas.

Uma das principais diferenças entre pares de moedas maiores e menores é sua liquidez; com menos compradores e vendedores no mercado de moedas menores, esses negócios tendem a levar mais tempo e esforço para serem executados do que aqueles envolvendo moedas principais. 

Isso pode torná-los investimentos mais arriscados, uma vez que as oscilações de preço podem ocorrer rapidamente devido à falta de liquidez, mas eles também apresentam maiores retornos potenciais se administrados adequadamente. Os comerciantes podem encontrar spreads mais amplos em pares de moedas menores devido à menor demanda por esses instrumentos.

No entanto, apesar desse aumento do risco associado à negociação em moedas menores, ainda há oportunidades significativas de lucros nesses mercados menos líquidos. 

Como as notícias que afetam moedas menores nem sempre recebem tanta atenção quanto as que afetam as principais, traders experientes podem capitalizar discrepâncias ou desenvolvimentos inesperados antes que outros investidores os percebam. 

Com pesquisa suficiente e decisões inteligentes sobre quando entrar ou sair de posições nesses mercados menos lotados, os traders podem colher ganhos notáveis de desembolsos de capital relativamente pequenos.

Principais pares de moedas: vantagens e desvantagens

Os principais pares de moedas são de longe os instrumentos mais populares de negociação forex. Eles são negociados extensivamente devido à sua alta liquidez e spreads estreitos, tornando-os ideais para comerciantes profissionais e de varejo. 

Esses pares consistem em duas moedas das principais economias mundiais, como o dólar americano (USD), o euro (EUR), a libra esterlina (GBP) e o iene japonês (JPY).

Uma vantagem de negociar os principais pares de moedas é que eles tendem a exibir menos volatilidade do que outros cruzamentos de moedas, particularmente aqueles compostos por moedas menores ou exóticas.

 Isso torna mais fácil planejar as posições de forma eficaz e limitar o risco de acordo. As principais negociações de pares de moedas também são geralmente muito líquidas, o que se traduz em spreads mais apertados que podem beneficiar os traders que procuram preços mais apertados do que os oferecidos nos mercados globais de câmbio.

Outra vantagem desses pares populares é que as notícias econômicas de seus respectivos países geralmente têm um efeito mais significativo em suas taxas de câmbio em comparação com outras moedas, oferecendo uma oportunidade para os comerciantes forex capitalizarem os movimentos de preços gerados pelos dados econômicos do mercado.

No entanto, apesar dessas vantagens, pode haver desvantagens associadas exclusivamente às principais negociações; ou seja, oportunidades perdidas que podem surgir quando tais pares exibem volatilidade limitada ou falta de liquidez durante os horários de pico - como fins de semana, feriados ou noites. 

Além disso, se a avaliação de um trader de uma moeda importante estiver incorreta, isso pode levar a grandes perdas em relação ao tamanho da posição.

O mercado Forex “fragmentado”

O mercado cambial é complexo e fragmentado. Com mais de 200 moedas diferentes sendo negociadas em várias bolsas em todo o mundo, pode ser difícil acompanhar todas elas. 

Apesar dessa complexidade, a maioria dos traders forex concentra sua atenção nos principais pares de moedas, como dólar americano/euro ou iene/EUA. 

Pares de dólares quando eles começam a negociar forex pela primeira vez - mas existem outras oportunidades disponíveis em pares de moedas menores que podem render maiores recompensas com menos risco.

Ao entender e alavancar esses pares de moedas menores, os comerciantes forex experientes podem gerar lucros adicionais por meio de um portfólio diversificado, gerenciando melhor os riscos, pois as moedas menores tendem a exibir tendências de preços diferentes daquelas observadas nas principais moedas devido aos seus níveis de liquidez mais baixos. 

Quando comparados com os principais, como o dólar americano (USD) ou o euro (EUR), muitos desses pares de moedas "menores" menos conhecidos não são fortemente cotados ou amplamente negociados, tornando-os mais voláteis por natureza; no entanto, maior volatilidade também significa maior potencial de lucro se as negociações se moverem a seu favor com rapidez suficiente.

Os pares de moedas menores podem oferecer aos investidores intrépidos muitas vantagens exclusivas sobre suas principais contrapartes: 

1. Eles geralmente permitem pontos de entrada e saída mais precisos nos mercados de tendências existentes

2. Um punhado de moedas menores pode fornecer ampla oportunidade para várias negociações simultâneas

3. Eles permitem que os comerciantes ganhem exposição a determinados países sem assumir grandes posições em uma classe de ativos individual ou depender apenas de grandes que já foram superestimadas e altamente alavancadas por instituições maiores que possuem bolsos profundos de recursos de capital.

O mercado Forex “fragmentado”

A negociação cambial envolve pares de moedas compostos por uma moeda principal e uma moeda secundária ou exótica. 

Embora haja vantagens em negociar pares de moedas menores, eles carregam um maior grau de risco do que negociar com as principais moedas mais populares. 

Assim, ao escolher quais pares negociar no mercado forex, é importante que os investidores entendam os riscos envolvidos em investir em moedas menores.

Em primeiro lugar, devido a problemas de liquidez, os traders enfrentam maior volatilidade no valor de seus investimentos ao lidar com moedas menores do que com moedas mais comuns.

Como há menos liquidez nesses mercados, os operadores de alta frequência podem capitalizar rapidamente pequenas mudanças nos preços, explorando as lacunas criadas pelos níveis variáveis de demanda e oferta em curtos períodos de tempo. 

Em alguns casos, isso pode resultar em perdas consideráveis se um investidor não entender quais tipos de lances e ofertas são prováveis em um determinado momento.

Uma vez que a dinâmica de preços em pares de moedas menores pode mudar rapidamente, mesmo sem lançamentos de notícias fundamentais ou pontos de dados econômicos que impulsionam movimentos de mercados maiores em outras moedas.

Os comerciantes inexperientes muitas vezes se encontram mal equipados para prever a ação do preço desses ativos corretamente sem fazer pesquisas adicionais sobre as tendências históricas de desempenho ou usar técnicas avançadas de análise técnica como parte de seu processo de desenvolvimento de estratégia antes de entrar em posições envolvendo mercados exóticos.

Políticas políticas imprevisíveis que visam economias de países específicos, juntamente com desastres naturais de grande escala ou revoltas em massa que afetam nações estrangeiras, podem levar a rápidas espirais descendentes de moedas menos conhecidas em comparação com as principais devido em grande parte à falta de apoio de instituições como bancos centrais que têm já interveio em nome de grandes players da economia, como as nações da zona do euro, em tempos de esforços de gerenciamento de crise ao longo dos anos. 

Assim, os investidores devem estar cientes de que não é incomum que esses curingas entre a geopolítica global que afetam terras distantes entrem em jogo ao explorar oportunidades associadas à entrada em posições ativas relacionadas a mercados relativamente desconhecidos em todo o mundo.

Fazer isso acarreta grande risco, mas também recompensa potencial, se pesquisado com cuidado e executado com habilidade durante momentos turbulentos, caso eles se apresentem enquanto negociados durante condições normais de mercado melhor preparados do que de outra forma, se não preparados adequadamente de antemão apenas de uma perspectiva de dimensionamento de posição.

Volatilidade em pares menores

A volatilidade é um aspecto importante a considerar ao negociar pares de moedas menores no mercado cambial. Os pares de moedas menores representam moedas menos líquidas, portanto, suas flutuações costumam ser mais dramáticas do que nos pares de moedas principais. Os traders que entendem a magnitude da volatilidade podem aumentar suas chances de lucrar com seus movimentos.

O nível de volatilidade que um par menor experimenta depende em grande parte de fatores econômicos externos, como mudanças nas taxas de juros ou risco geopolítico. Como esses tipos de eventos podem afetar significativamente os fluxos de capital e as taxas de câmbio entre diferentes países, é provável que eles desencadeiem movimentos voláteis de preços no par de moedas relacionado.

Para os comerciantes dispostos a assumir maiores riscos, níveis elevados de volatilidade oferecem o potencial de grandes recompensas em períodos mais curtos de tempo devido a reações rápidas do mercado e spreads de pip mais amplos que fazem com que os preços se movam mais rápido e mais longe do que o normal. 

No entanto, é importante que os traders estejam atentos ao gerenciamento de suas posições, pois os mercados voláteis também carregam altos riscos associados a derrapagens e perdas maiores do que o esperado, se não forem gerenciados adequadamente.

Os riscos e recompensas dos pares menores

Dados os volumes diários de negociação relativamente pequenos de pares de moedas menores, eles podem ser mais voláteis do que os pares principais. Isso significa que as recompensas potenciais são maiores, mas também o risco de grandes perdas. É essencial entender isso antes de investir e planejar uma estratégia apropriada de acordo.

Para aqueles que desejam arriscar em pares de moedas menores, a pesquisa sobre os eventos atuais também é importante para entender os movimentos do mercado. O número de manchetes e comunicados de imprensa especificamente relacionados a países menores em comparação com os maiores pode ser menor; no entanto, ainda haverá alguns que devem ser monitorados e considerados cuidadosamente como parte de qualquer plano de investimento.

É sempre prudente lembrar ao negociar moedas menores não apenas a possibilidade de recompensa significativa ou grande perda, mas também a potencial falta de liquidez. A profundidade do mercado – ou a quantidade disponível a preços específicos – pode, às vezes, dificultar que os traders saiam rapidamente de uma posição se as coisas não correrem conforme o planejado. 

Por esses motivos, muitos investidores optam por alavancagens menores ao lidar com moedas menores devido à maior volatilidade associada a elas, ao mesmo tempo em que colocam ordens limitadas como seguro contra flutuações rápidas de preços.

Desafios para novos comerciantes de moeda

Para aqueles que são novos no mundo da negociação forex, navegar pelas complexidades dos pares de moedas pode ser uma perspectiva assustadora. 

O grande número de pares de moedas menores disponíveis apresenta desafios para traders iniciantes que podem não estar familiarizados com suas complexidades. Muitos desses pares têm spreads estreitos e baixa liquidez, tornando-os difíceis de negociar devido à falta de volume em seus mercados. 

Isso significa que eles geralmente exigem movimentos mais estratégicos e maior paciência quando comparados a alguns dos principais pares de moedas mais populares, como EUR/USD e GBP/USD.

Compreender essas moedas de nicho pode ser um assunto complexo. As moedas estão profundamente enraizadas na política e na economia, portanto, interpretar as condições do mercado requer uma compreensão aguda das nuances em torno de ambos os aspectos - algo que pode levar tempo para os comerciantes menos experientes se desenvolverem. 

Como tal, os novos entrantes devem se equipar com todo o conhecimento necessário antes de entrar em qualquer negociação nessas moedas menores; procurar aconselhamento de especialistas ou realizar pesquisas adicionais ajudará a formar uma base sólida sobre a qual decisões comerciais bem-sucedidas podem ser tomadas posteriormente.

Também é importante que os iniciantes entendam quanto risco está associado a cada posição em que entram; embora todos desejem ganhos lucrativos, é imperativo que perdas menores também sejam aceitas quando necessário. 

Crucialmente, os comerciantes devem permanecer atentos não apenas à alavancagem, mas também às forças fundamentais em jogo em mercados específicos, bem como a quaisquer eventos inesperados que possam influenciar os resultados a longo prazo. Desta forma, os recém-chegados - se feito corretamente - ainda podem fazer uso de pares de moedas menores sem serem sobrecarregados por condições de negociação forex mais amplas.

Indicadores Técnicos para Moedas Menores

Ao negociar no mercado de câmbio, há uma série de estratégias e ferramentas que podem ser usadas para aumentar seus retornos. Uma dessas ferramentas é a análise técnica, que envolve examinar a ação do preço passado para prever movimentos futuros. 

Em particular, os indicadores técnicos podem ser inestimáveis quando se trata de prever o comportamento de pares de moedas menores – aqueles cuja moeda base não inclui o dólar americano (USD).

Diferentes indicadores técnicos fornecem aos traders diferentes percepções sobre o desempenho de um determinado par. Os comerciantes devem considerar qual indicador se encaixa melhor em sua estratégia forex geral e começar usando um ou dois inicialmente. 

Por exemplo, as médias móveis são projetadas para suavizar o ruído das flutuações de preços de curto prazo e ajudar a isolar as tendências ao longo do tempo; eles são, portanto, adequados para investidores de longo prazo que procuram identificar pontos de entrada para posições importantes. 

Por outro lado, osciladores como o Índice de Força Relativa (RSI) permitem que os traders avaliem mudanças de impulso em prazos mais curtos e, assim, visem oportunidades em mercados mais voláteis.

Os comerciantes também devem ter em mente que certas combinações de indicadores podem oferecer maior precisão do que usar apenas um indicador sozinho. 

Por exemplo, emparelhar um oscilador como o RSI com uma média móvel simples ou uma média móvel exponencial pode gerar informações altamente valiosas sobre a força e a longevidade da tendência de um par; essa abordagem é conhecida como estratégia de cruzamento duplo e ajuda os traders a identificar pontos ideais para entrar/sair de negociações com o máximo potencial de retorno.

Comments are closed.

pt_PTPortuguese